Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O outro lado de quem está só

Estar só é a realidade de muitos. Este é um espaço de partilha, para dar voz a quem está só, a quem é feliz nesta condição... ou não. Fica o meu testemunho...

Estar só é a realidade de muitos. Este é um espaço de partilha, para dar voz a quem está só, a quem é feliz nesta condição... ou não. Fica o meu testemunho...

O outro lado de quem está só

05
Abr17

Como funciona...

Vivo sozinha, de forma autónoma e independente. Partilho o meu filho com o pai, o que me dá a possibilidade de ter dias dedicados à maternidade e dias em que o foco sou eu.

Não sou uma mãe angustiada quando não tem a cria debaixo das suas asas. Respeito, acima de tudo, a vontade que o meu filho tem de estar com o pai, tal como está comigo, e vivo feliz com isso.

Os últimos anos e esta nova vida mostraram-me que preciso de tempo para estar apenas e só comigo, tal como do ar que respiro para me manter viva. Preciso de me conhecer e de ter tempo para me amar, aceitar e respeitar. Preciso de tempo para me poder transformar na melhor versão de mim mesma, para poder melhorar um pouco mais todos os dias, lutando contra sentimentos e emoções que me prejudicam, em primeiro lugar e acima de tudo e que me afastam do amor.

Cada dia é novo e diferente, nada se conquista de um momento para o outro - comigo é assim -, consolidar as conquistas não é tarefa rápida... Tudo leva o seu tempo!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D